Contabilli Assessoria Contábil à 25 anos inovando a área de terceirização de contabilidade.

Alameda Madeira, 162 - Sala 1001
Alphaville | Barueri | 06454-010

(11) 2078-0930 | 4688-0225
atendimento@contabilli.com.br

Segunda à Sexta
Das 8h às 17h

Mercado financeiro já esperava este aumento, previsto em um ponto percentual.

Em seu quinto reajuste consecutivo, a taxa selic - juros básicos da economia - foi elevada por unanimidade pelo Comitê de Política Monetária (Copom) que aumentou a taxa em um ponto percentual, subindo de 5,25% para 6,25% ao ano.

A decisão era esperada pelos analistas financeiros em meio ao aumento da inflação de alimentos, combustíveis e energia, por isso o Banco Central (BC) decidiu apertar ainda mais os cintos na política monetária.

A taxa está no nível mais alto desde julho de 2019, quando estava em 6,5% ao ano. De março a junho, o Copom tinha elevado a taxa em 0,75 ponto percentual em cada encontro. No início de agosto, o BC passou a aumentar a Selic em 1 ponto a cada reunião.

Em comunicado, o Copom informou que deverá elevar novamente a Selic em um ponto percentual na próxima reunião, no fim de outubro. Com o teto da meta de inflação estourado em 2021, o órgão informou que trabalha para trazer a inflação de volta para o intervalo da meta em 2022 e, “em algum grau”, em 2023.

“O Copom considera que, no atual estágio do ciclo de elevação de juros, esse ritmo de ajuste [um ponto percentual por reunião] é o mais adequado para garantir a convergência da inflação para a meta no horizonte relevante e, simultaneamente, permitir que o Comitê obtenha mais informações sobre o estado da economia e o grau de persistência dos choques”, destacou o texto.

Com a decisão desta última quarta-feira (22), a Selic continua num ciclo de alta. De julho de 2015 a outubro de 2016, a taxa permaneceu em 14,25% ao ano. Depois disso, o Copom voltou a reduzir os juros básicos da economia até que a taxa chegasse a 6,5% ao ano em março de 2018. A Selic voltou a ser reduzida em agosto de 2019 até alcançar 2% ao ano em agosto de 2020, influenciada pela contração econômica gerada pela pandemia de covid-19. Esse era o menor nível da série histórica iniciada em 1986.

Fonte: Portal Contábeis



Descubra porque centenas de empresas escolheram a Contabilli.

Fale Conosco